Stephen King - A Planta [resenha]


A PLANTA: Conto, web-novela ou livro de S. King, semi-acabado...

Dezoito anos depois de lançar The Plant pela primeira vez, King resolve retornar ao projeto, a pedido principalmente dos fãs. Este livro tinha sido lançado pela primeira vez em 1982, sua segunda parte em 1983 e a terceira em 1985.

King quis inovar novamente e resolveu lançar a primeira parte do livro na Internet confiando que todos pagariam 1 dólar no capítulo. Caso não houvesse lealdade por parte dos internautas, King brecaria o projeto. A primeira parte teve mais de 76% de pagantes e King continuou escrevendo, no segundo cápitulo a taxa de pagantes caiu para 70%. O projeto promete 8 capítulos, sendo que os três primeiros custariam 1 dolar e os outros cinco 2 dólares, e no final o leitor teria sem sair de casa um livro por 13 dólares. Legal não é? Nem tanto pois está se discutindo muito o futuro das editoras e livrarias pois se o negócio virar moda?
Infelizmente o livro teve o cancelamento provisório, King deixou que os Internautas fizessem o download gratuitamente da 6ª parte do livro, e ficou no ar a pergunta: 

Quando King voltará ao projeto?

O livro The Plant começa quando John Kenton um editor sobrecarregado de trabalho e muito mal pago da companhia Zenith House. Certo dia ele recebe uma carta de um homem chamado Carlos Deitweller, dizendo que está escrevendo um livro e deseja que Zenith House o publique. A partir daí se desenrola uma história com tons macabros e com muito humor-negro.

O QUE ACHEI:

Há anos eu sempre quis ler esse "livro" ou ebook-conto-novela do King.
Bem, não sei se ele finalmente terminou, mas ao que parece pela leitura que fiz, não... Ou se o fez, o final ficou meio "capenga". O que indica que ele não quis mesmo terminar sua novela por conta da falta de pagamento dos leitores...

A história é focada em John Kenton, editor da Zenith House, uma editora quase-falida, que recebe os originais de um tal Carlos Deitweller - que escreve pessimamente, ao que se deduz. Mas não é só isso: O tal Deitweller anexa junto aos originais algumas fotos "reais" de um tal "sacrifício humano", que tanto podem ser mesmo reais quanto uma bela montagem.


O fato é que a história se arrasta entre troca de memorandos (Kenton e seu editor-chefe), cartas de Kenton para sua namorada e mais anotações de Kenton em seu diário.

Da tal "planta" (que à primeira vista se há de supor ser alguma coisa de muito sobrenatural, carnívora, mágica, diabólica e coisa e tal), pouco é dito.

O tal Deitweller envia um vasinho com uma modesta plantinha decorativa, que... bem, sem spoiler.

Não sei se a postagem do ebook (completo, incompleto, sei lá) na net é pirataria. Em todo caso, se vocês procurarem bem no Dr. Google, acharão o ebook em vários formatos, desde doc, txt, até epub.


Pode não ser uma grande coisa, pelo fato de estar "sem um fim decente", mas é bem escrito, como tudo o que Stephen escreve. Até dá pena do pobre Kenton com sua namoradinha ingrata e a gente torce para que King termine esse projeto mesmo. 
E que no final, Kenton se dê bem, vença o mal e encontre uma garota legal. O coitado bem merece.

Share:

4 comentários:

Fabrica dos Convites disse...

Não conhecia este livro do autor.
Bjs, ROse.

Jossi Slavic Genius disse...

Pois é, porque não foi publicado ainda... e o autor nem terminou (direito) a história. Dizem por aí... que ele vai acabá-la. Eu também acho que vai, e será um final bastante inesperado.

Arismeire Kümmer Silva disse...

Estou em uma fase de leituras de Stephen King e Dean Koontz. Acho que vou deixar The Plant de lado, pelo menos até ter um fim real ;-)
O mais recente que li dele foi Dança Macabra, antes foi O Apanhador de Sonhos, mas recomendo mesmo Insônia.
Bj, Aris.

Luke Novaes disse...

O melhor livro dele é Sob A Redoma.
Enquanto lia esse livro me transportei para Chester Mill!