J. R. R. Tolkien - O Hobbit


Capa diferente, mas igualmente sugestiva... é a casinha ou toquinha, de Bilbo.


O Hobbit - J.R.R. Tolkien
Inesperadamente, Bilbo Bolseiro, um hobbit de vida confortável e tranquila no Condado recebe a visita de 13 anões e Gandalf, que o arrastam em uma jornada através das montanhas e das terras ermas enfretando trolls, orcs, wargs, elfos para o resgate de um tesouro muito bem guardado por Smaug, o dragão. Bilbo se vê em diversas confusões e encontra algo que mudaria não só sua vida como de toda Terra-Média.

O QUE ACHEI:
Eu demorei para começar a ler Tolkien. Não sei por quê, mas quando iniciei "O Senhor dos Anéis" algo ali não me cativou. Dizem tanto dessa trilogia e de todos os livros de Tolkien, que de repente, alguém tão apaixonado por fantasia (feito eu) se sente meio obrigada a ler. Bem, é o que parece. Leitura obrigatória para os fãs da boa fantasia, dos clássicos de fantasia...

Entretanto, cada cabeça é uma sentença, cada pessoa é um mundo à parte de outra pessoa. Deixei de lado O Senhor dos Anéis, cuja leitura me pareceu um pouco enfadonha e resolvi partir do princípio, com O Hobbit, uma vez que esse deveria ser o livro 1 da série toda. É com Bilbo e sua aventura com anões, dragões e Gandalf que a saga do anel se inicia...

O começo de O Hobbit é bem mais singelo e consequentemente, mais fácil de se digerir que a trilogia do anel. Um bom tanto de comédia, eu ri muito com a chegada dos Anões e o embaraço do pobre Bilbo, tão amante do conforto e da tranquilidade. 

As aventuras são curiosas e o estilo de Tolkien é tão diferente de tudo quanto já li, que chega quase a parecer meio infantil. Você pensa em contos de fadas, principalmente quando lê sobre anões, duendes, elfos e dragões. Mas o enredo é bem mais complicado do que parece à primeira vista, e os dramas irão suceder as primeiras pinceladas de humor leve e ingênuo.

Também assisti o filme que,  no todo, é completamente inferior ao livro (como sempre acontece, claro). O filme é realmente apenas uma história "baseada" e bastante resumida de O Hobbit. A única coisa interessante no filme, é perceber como os "anões" não são de fato anões coisíssima nenhuma. E que o famoso Thorin Escudo-de-Carvalho, que no livro você imagina como um homenzinho pequeno, robusto e com ar sábio, no filme se torna um belíssimo homem, ainda jovem, barbado e másculo: É o ator Richard Armitage, abaixo. Um ator com mais de 1,80 m de altura. Que "anão" é esse?


Outro dos anões que surpreende pela juventude e que está mais para elfo do que "anão", é Aidan Turner, o "Kili" de O Hobbit... Bonitos esses anões do filme, heim?


Enfim, o livro é muito bom, com trama bem urdida, estilo leve e linguagem fácil e graciosa. Lembra um "conto de fadas" para adultos e pode ser considerado um clássico da fantasia universal. Sem sombra de dúvidas!

Share:

1 comentários:

Tolkien Brazil disse...

Muito bom. Parabéns pelo texto!
www.tolkienbrasil.com