William H. Hodgson - "A Casa Sobre o Abismo" ou "A Casa no Limiar" [download]



Uma viagem no tempo pelos tenebrosos caminhos do sobrenatural...


A CASA SOBRE O ABISMO, como a obra é chamada nas raras traduções para o português, foi escrita em 1908 pelo britânico Willian Hope Hodgson. Embora não seja tão conhecida como outras obras do gênero, serve de influência para todos os autores do gênero sobrenatural, seja pelo texto intenso e bem escrito, pelo horror realmente perturbador que traz ou pela estética inovadora, que mantém a obra bastante atrativa, ainda nos dias de hoje. Lorde Gault, sua irmã Mary e o cão Pepper mudam-se para uma estranha casa – que, na superstição local, foi erigida com ajuda do Demônio –, rodeada por jardins adornados por estranhas estátuas, construída a beira de um abismo e sobre uma caverna que parece não ter fim (bem como o poço no porão).


O QUE ACHEI, resenha de "A Casa sobre o Abismo":
Um livro não muito grosso, com uma excelente história gótica, em um ambiente de terror ao melhor estilo Lovecraft e August Derleth. Acho que livros com a qualidade desse, deviam ser reeditados no Brasil, o que, infelizmente, não tem acontecido. Muitos bons escritores do século XIX se perderam por aqui, e são mal e mal conhecidos através de alguns livros antigos, que se encontram em sebos ou nas mãos de colecionadores.



O escritor José Geraldo Gouvea fez uma nova tradução para o português, muito bem adaptada às expressões mais modernas, e você pode conferir tudo sobre essa edição AQUI, no site do tradutor: A Casa no Fim do Mundo.

'A Casa Sobre o Abismo' que li, das coleções Fantásticos Newton, é um clássico do terror sobrenatural, onde o clima sombrio, os mistérios e o horror inimaginável permeiam cada página.

O tal abismo - ou o poço - não tem fim, e pouco a pouco, com suas sombras e espectros, vão rodear a casa e destruir a vida de Lorde Gault.


Gault vive um verdadeiro pesdelo na casa maldita, até que coisas ainda mais inacreditáveis acontecem. Um livro imperdível, um clássico do terror, escrito com uma maestria e um toque de cores escuras e sinistras que só mesmo um autor inglês consegue imprimir.

A tradução excelente de José Geraldo Gouvea merece ser lida. E, claro, após a leitura, vamos até o blog do tradutor e comentar! Algumas palavras de agradecimento e incentivo a tão generosa contribuição com a cultura não custa nada e faz muito por quem realizou o trabalho. É incentivo, é satisfação, é sentir-se reconhecido pelo público.

O DOWNLOAD da tradução brasileira de José Geraldo está aqui:


Share:

3 comentários:

Arismeire Kümmer Silva disse...

Eu vi este livro numa banca eras atrás e não comprei. Depois fiquei com ele na cabeça. Agora, depois de ler a sua review, fiquei curiosa novamente. Acho que vou ter que encontrá-lo para finalmente quebrar o feitiço e ler, hehehehehe.
Bj, Aris.

Jossi Slavic Genius disse...

E deve mesmo, Aris!
Esse livro é demais da conta. Saiu uma nova publicação no Brasil, mas independente - nada de iniciativa por parte das editoras, mas sim de um tradutor e fã desses clássicos, José Geraldo Gouvea, do blog Letras Elétricas.
A tradução dele ficou incrível, ótima mesmo! Você deve conferir.
http://letras-eletricas.blogspot.com.br/

E o livro para comprar, no Clube de Autores, é esse:

https://clubedeautores.com.br/book/140384--A_Casa_no_Limiar#.Uo_witK-qpc

;)

Claudio Santos Webmaster disse...

É um conto excelente, que deixa transparecer a consciência do autor diante de coisas como outras dimensões, tempo-espaço, eternidade, seres intra e extraterrestres e nossa obrigatória relação com eles. Não perca.