JACK FINNEY - Os Invasores de Corpos





Eles são ativos durante a noite, quando a cidade dorme sem suspeitar do perigo.


Um dia, vegetais gigantes... Pouco tempo depois, seres vazios... O pesadelo de Mill Valley, uma pacata cidade da Califórnia subitamente invadida por estranhas criaturas. O drama de quem se vê obrigado a conviver com verdadeiros replicantes... mas replicantes do irmão, da mãe, do esposo ou do melhor amigo.

O QUE ACHEI:
Um livro soberbo. Li de uma antiga edição da Nova Cultural, e quero adquirir um exemplar melhor, pois é um daqueles livros "clássicos pessoais", ou seja, dos meus "xodós", que não saem da minha vista e merecem ser relidos duas ou três vezes.




Esse e "Alien, o oitavo passageiro", são os meus livros-mestres e guias na literatura de ficção científica.

O suspense é de tirar o fôlego, do começo ao fim, com um enredo que, hoje em dia, não  é original, mas na época em que foi lançado (1955) deve ter sido considerado o top dez das listas dos mais vendidos e dos mais criativos em matéria de ficção científica. Enquanto no Brasil contávamos com meia dúzia de bons livros em matéria de FC, por meados dos anos 50, nos Estados Unidos surgiam livros do quilate de "Invasores de Corpos", no qual diversos filmes, dos anos 60, 70 e 80 se basearam.

O protagonista é o Dr. Miles, médico de 28 anos, que enfrenta uma surpreendente mudança na personalidade (e em outros aspectos, suponho) das pessoas de sua cidadezinha. Mudanças essas que vão tomando conta de tudo e de todos, sobrando apenas uns poucos indivíduos que, como ele, não foram (ainda) afetados.
Um final que surpreende mas satisfaz plenamente.

Excelente livro, recomendo a todos os fãs da FC e dos bons clássicos.
Share:

3 comentários:

Arismeire Kümmer Silva disse...

Eu vi o filme original, em preto e branco e achei muito bom. Antes disso vi a versão( pelo que sei é diferente do livro) da década de 80 (ou final de 70, não lembro direito; tinha o Donald Sutherland e o Leonard Nimoy). Esta versão de 80 vi ainda criança e, nossa, que filme que me deixou agoniada. Revi ele ano passado e continua sendo assustador. Depois disso sei que fizeram outra verão, mas só vi o inicio e descartei. Fiquei curiosa para ler.
Bj, Aris.

Amor e Livros disse...

Oi, Aris!
Pois olhe, um conselho: Se vc viu o filme, não deixe de ler o livro, é beeeem melhor que qualquer filme!!! Com pouquíssimas exceções, os livros sempre são melhores que os filmes baseados neles.

É um livro com alguns clichês de ficção científica, mas convenhamos: Para a época em que foi escrito, estava excelente. E continua, cheio de um suspense incrível e alucinante.
:)

Arismeire Kümmer Silva disse...

Comprei o livro e já li :-)
Bom mesmo. O final foi melhor que os finais dos filmes.
Ainda por cima fiquei com vontade de rever os filmes, hahahahahaha.
Bj, Aris.