Filme - O que tera acontecido a Baby Jane?


Título original: What Ever Happened to Baby Jane? (br: O que terá acontecido a Baby Jane? / pt: Que teria acontecido a Baby Jane)

É um filme norte-americano de 1962 dirigido por Robert Aldrich, baseado no livro homônimo de Henry Farrell.

Sinopse:
Jane Hudson (Bette Davis), é uma artista que alcançou a fama quando menina e ficou conhecida como "Baby Jane". Agora envelhecida e distante do público há muitos anos, vive encerrada em uma mansão com sua irmã, Blanche Hudson (Joan Crawford) desde um acidente que selou a sorte de ambas, terminou a carreira brilhante de Blanche e acelerou a decadência geral de Jane. Disposta a brilhar nos palcos novamente, Jane volta à Baby Jane, passando por cima de tudo e de todos para atingir seu objetivo. A trama surpreende e mostra que, como sempre, as aparências enganam: afinal, o que terá acontecido a Baby Jane?

O QUE ACHEI: 

Um filme de suspense, classico, que reúne duas divas que, segundo boatos, passaram a se odiar ainda mais após as filmagens... se já eram inimigas antes, depois do filme se tornaram arqui-inimigas!

Assisti esse tremendo ícone cinematográfico do horror psicológico quando eu tinha meus 12 ou 13 anos. E nunca mais esqueci! Tanto que posso resenhar agora, tanto tempo depois, sem pestanejar ou remoer a cabeça para tentar lembrar algo. Ficou marcado para mim, como o pior (ou o melhor) filme de terror psicológico da minha vida.



Até  hoje, quando lembro de uma cena que, para mim na época, foi horripilante - a do rato na bandeja de Blanche - sinto um certo mal-estar.

Entre as duas irmãs, Jane foi uma criança prodígio: Dessas que, como algumas que vemos nos programas do Silvio Santos e Gugu, cantam, dançam, se exibem... estrela teatral, Jane era aclamada pelo público. Sua irmã Blance, pouco mais velha, não tinha a mesma sorte - no começo.

Anos depois, a carreira meteórica da linda garotinha - agora moça - começou a decair. E foi a vez de Blanche se tornar uma atriz famosa e brilhar nas telas de cinema. Então inicia-se o ciclo de inveja-ódio-vingança, que arrastaria as duas moças para um futuro apagado, de obscuridade, abandono e loucura.

Depois de um acidente de carro - não entrando em detalhes, para não dar spoiler - Blanche fica paralítia... e quem é que vai "cuidar" da irmã doente: Ora, justamente a ex-garotinha-prodígio, Baby Jane. A invejosa, mal-amada, delirante, Jane.


Agora, uns 30 anos depois, Blanche é a vítima perfeita, presa no segundo andar de uma mansão vitoriana e sem acesso a nenhum meio de comunicação com o mundo, ela vai sofrer horrores nas mãos de uma 'Baby' Jane esquecida, velha, alcoólatra, mentalmente abalada. Vestida como há cinquenta anos atrás, como a menininha que fora, a louca Jane não dará folga aos espectadores, criando um suspense doentio e esmagador.

Um filme que vale a pena você assistir (se não for muito sensível a terrores psicológicos) e ter um DVD em sua estante. Clássico, com duas grandes estrelas em seu momento de declínio - e dizem que suas carreiras tomaram novo fôlego após a filmagem de "O Que terá acontecido a Baby Jane". Bette Davis, aclamada por sua performance, foi indicada ao Oscar de melhor atriz.

Assustador e, simplesmente, impossível de ser refilmado!

Rápido vídeo de divulgação AQUI.


Share:

3 comentários:

Maria Valéria disse...

ah, esse filme é brilhante... um dos meus preferidos... um perfeito clássico... <3

Pat Kovacs disse...

Que filmaço, heim!
Não conhecia, mas certamente assistiria!
Um filme com história, coisa raríssima nos dias de hoje.

Arismeire Kümmer Silva disse...

Este é um filme que assisti em partes. Preciso ver ele inteiro, do inicio ao fim :-)
Um filme gótico com a Betty Davis que gosto muito é Hush, hush, sweet Charlott.
Bj, Aris.