Pat Kovacs - Romances em Fragmentos [resenha]

  

 Coletânea de contos e noveletas da Série Snake Storie's.

LIVRO IMPRESSO


Todos os contos são de Literatura Fantástica, cuja principal inspiração vem dos livros da saga Harry Potter.

O QUE ACHEI:
Alguns dos contos eu já conhecia, como Teatro Mágico e Samhain, Dia das Almas. Entretanto, pela beleza e pelo romantismo, eu reli tudinho, revivendo cada emoção novamente.

Como a Pat fala no início, os contos foram inspirados na saga Harry Potter, e há de fato, uma similaridade grande entre os personagens femininos da antologia (Julienne, Maeve, Juliette Willians, Jamila, Ghillie), com a personagem Hermione Granger, da saga potteriana. E em cada 'fragmento' de romance é como se mergulhássemos num oceano de magia e através das águas cristalinas, víssemos fragmentos de um espelho, e em cada um deles, novos rostos e novas emoções: Embora todos esses 'fragmentos', quando unidos, formassem um todo, que é a vida dos magos e estudantes da Escola Hermes Trismegistus.

TEATRO MÁGICO - O primeiro conto, "Teatro Mágico" é o meu favorito, embora todos os contos sejam idílicos e belos. Por quê? Porque o final é demais! O encontro romântico entre Julienne e Lavoisier é muito bonito! Após a primeira reação do homem, que se mostra duro e violento, o amor acaba vencendo a parada. E quem não se derrete diante uma cena dessas?
"— Muito obrigado, Julienne... eu sei o que sou e tenho noção de quanto mal cometi em nome da Revolução e...
  —  Shhh...  –  Julienne  levou  sua  mão  aos  lábios  de  Lavoisier, silenciando-o. —  Não  vamos  falar  sobre  isso...  agora,  o  que  menos importa é o nosso passado, Laurent...
  Julienne deslizou sua mão suavemente até a nuca de Lavoisier, aproximando-o mais de si até seus lábios se tocarem levemente e se consumarem  num  beijo  suave  e  tímido,  como  se  estivessem reconhecendo-se  e  buscando  autorização  para  emoções  mais profundas.  Ao  cabo  de  longos  instantes,  o  beijo  se  tornou  mais apaixonado  e  Julienne  enlaça  o  pescoço  de  Lavoisier,  prendendo-o na cela de seu abraço."

SAMHAIN, DIA DAS ALMAS é um conto mais nostálgico, porém não menos bem escrito. Quando há a comemoração do Dia de Todos os Santos (Halloween para os incônscios, ou seja, pessoas que não pertencem ao mundo mágico), ocorre um encontro. Maeve e Michael Collins, um homem mais velho. Ele precisou realizar um ato criminoso, pelo bem de todos... Mas Maeve não pode aceitar o que ele fez. Entretanto naquele encontro de amor, um último pedido... e o perdão.
Lindo! Totalmente idílico! A cena final me lembrou tantos romances inesquecíveis, que me deu certa vontade de chorar. Quantos amores não acabam assim? Amores que teriam sido para toda uma vida, mas que as circunstâncias, o destino, as forças inelutáveis do Acaso acabam dispersando como flocos de neve ao vento?
"— Obrigado, Maeve... obrigado por me conceder o descanso para minha alma, por me conceder a paz que eu buscava...
Collins  afastou-se  sem  desviar  seus  olhos  dos  de  Maeve,  que permanecia  prostrada,  imóvel,  apenas  suas  lágrimas  escorriam abundantes e silenciosas por sua face corada. Ela levou suas mãos ao peito, como se quisesse conter as batidas dolorosas de seu coração. "

REDENÇÃO - Outro conto muito fofo, em que a autora mistura fragmentos da eterna luta entre os magos bons, que estão ao lado de Casimiro Arcoverde e os magos negros, que constituem as forças de Anthrax. E no meio disso tudo, um amor proibido, quase criminoso: O jovem aspirante a mago negro, Malakian e a doce Juliette. Uma história que daria um longo livro, com certeza, mas o trecho do romance nos deixa a meditar sobre o quanto o amor pode ser carrasco, quando aproxima duas pessoas tão diferentes - e tão semelhantes no coração!

SOLSTÍCIO - Nesse conto, a mágica criatividade da autora: A jovem estudante de Hermes Trismegistus, Jamila vive um romance com um... gato! Literal e figuradamente! Eu gostei do conto, principalmente porque também adoro os felinos. E quem não iria amar o safadinho do gato Kolia? Na verdade, trata-se de um rapaz, um mago, que fora preso de uma maldição e transformado no gato. Mas quando Jamila o conhece, ele não passava de um fofíssimo gatinho, que ela mimava - e amava - como seu bicho de estimação.
Aqui estão eles, Jamile e Kolia, no desenho da própria Pat Kovacs!



SÓ RESTA O COMEÇO - Este conto, com mais uma história de amor daquelas que nunca se esquece,  fecha o livro com chave de ouro: A jovem Ghillie não pode se conformar com sua dor e sua perda. O homem que ela ama, dolorosa e profundamente, é dado como morto, após a terrível luta entre os magos negros e os magos do bem.

Porém, como diz o título, após o fim, só resta o começo. Bem, é assim com tudo, não? Após lutas e dissabores, só nos resta recomeçar. Ou talvez começar de fato!

Uma antologia muito bem escrita, com diagramação primorosa e lindíssima capa. Mais uma obra da série "Snake Stories" de Pat Kovacs, que são contos de magia para adolescentes ou jovens adultos, inspirados na saga de Harry Potter, porém todos com a qualidade e o estilo inconfundível da autora brasileira e carioca Pat Kovacs, que sabe dosar bem ação, suspense e romances delicados e comoventes.
;)



Share:

1 comentários:

Pat Kovacs disse...

Nossa, Jo!

Obrigada pela resenha! Me pegou de surpresa.

E agora percebo o quanto de melado tem esse livro, ahushaushaushuas!

Apesar do excesso de açúcar, que bom que gostou!