Anne Rice - Pandora



Novas Crônicas Vampirescas - Livro 1 - Anne Rice


Anne Rice, criadora do vampiro Lestat, das bruxas Mayfair e dos incríveis mundos em que vivem esses seres sobrenaturais, escreveu 'Pandora', o primeiro volume da segunda série de crônicas vampirescas, cujos protagonistas estão ligados ao vampiro novato David Talbot, designado para ser o cronista de seus companheiros mortos-vivos.

Pandora é o primeiro livro da nova série de contos vampirescos de Anne Rice. Um presente para os fãs do estilo narrativo da escritora gótica que mais vende em todo o mundo. Seus personagens jogam estrategicamente com a sedução e esbanjam sagacidade, atravessando séculos de romantismo e mistério, numa luta dramática entre razão, prazer e paixão.

O narrador deste romance é o vampiro David Talbot. A história começa no século XXI, tendo como cenário um lotado café parisiense. Lá a belíssima jovem Pandora - de pele de porcelana, olhos topázio e de inteligência incomum - é convidada por David e escrever sua história. Ela nos leva a viajar no tempo e relata, relutante a princípio e depois com incrível paixão, uma vida de mais de 2.000 anos.

Pandora volta à pré-adolescência, quando era uma simples mortal, filha de um rico senador do Império Romano. Nesta época, no palácio de seu pai, ela conhece e se apaixona pelo ainda mortal e extremamente charmoso Marius, numa Roma atemorizada, dominada por César e cercada de conspiradores e assassinos interessados em tomar a cidade.

Vinte anos depois, Pandora foge de Roma e passa a ter sonhos freqüentes com sangue jorrando. Busca um padre para esclarecer seus pesadelos. Numa nova cidade, encontra com Marius, o já poderoso e carismático vampiro. Juntos passam a viver um grande e turbulento amor. Durante séculos, numa intensa batalha entre razão e paixão, os dois travam um declarado e doloroso duelo, até se separarem tragicamente.

O QUE ACHEI: 

Eu comecei a ler a série "Crônicas Vampirescas" pelo volume "Entrevista com o Vampiro", assistindo a seguir o filme. Pandora pertence à mesma série, mas  dizem que seria "Novas Crônicas Vampirescas".

Adorei esse romance, onde a bela e sonhadora Pandora, romana de nascimento, vive um romance conturbado com Marius. Porém, o que deveria ser um sonho de amor, ou pelo menos, um amor concretizado e solidificado através de uma união estável, como acontece com casais felizes que envelhecem juntos, o amor de Pandora e Marius transformou-se.

 Quando ela o reencontra, muitos anos depois, ele já está transformado, e faz o mesmo com ela.


A juventude eterna, a beleza eterna, a riqueza e o poder que ela vai deter não compensarão a solidão que a eternidade traz. O lento passar do tempo, que vai levando aos poucos o mundo que ela conehcia e amava, a família, os amigos, os bons tempos como mulher mortal, isso tudo a amargura e revolta.

Tem a linguagem bem trabalhada, o clima perfeito de sombras e raras luzes, descrições detalhadas da época clássica e a nostalgia agridoce de quase todas as obras de Anne Rice. Mas Pandora ainda é mais que isso, é um sonho que se transforma lentamente em pesadelo, quando faz o leitor meditar nas razões da vida e da morte, e que afinal, morrer nem sempre é algo tão mau assim.

Share:

2 comentários:

Arismeire Kümmer Silva disse...

Lembro qdo li Entrevista. Eu tinha 13 anos e me apaixonei pelo livro. Anos depois (mais de dez)fizeram o filme e daí ficou mais fácil conseguir os livros da série de vampiros de Anne Rice que me faltava. Gostar de paixão eu só gosto de Entrevista e depois O Vampiro Lestat. os demais perdem muito se comparados a eles ;-)
Bj, Aris.

Amor e Livros disse...

Oi, Aris!
Pois eu acho que 'Entrevista' também foi o primeiro que li, mas como nunca me toquei que se tratava de uma série, acabei lendo outros, fora de ordem, da série "Bruxas Mayfair" (acho que se escreve assim, rs). Eu li 'Lasher' e fiquei possessa, porque não gostei mesmo, rs. Mais tarde, acabei por entender o estilo de Rice, e voltei a ler. Agora estou me preparando para atacar de volta a série das 'Crônicas Vampirescas', embora eu saiba que ela usa e abusa de cenários e cenas dantescas, episódios bizarros, relacionamentos estranhos, rs. Mas é uma série bem escrita, isso é.
Bjos!
:D