David Seltzer - A Profecia


A PROFECIA - David Seltzer - 200 páginas - Editora Círculo do Livro - 1976


Profetizado na Bíblia Sagrada, o anticristo já foi tema para muitos filmes e livros. Mas qual livro será que foi o primeiro, o mais original a tratar do assunto de forma ficcional? Só pode ter sido “A Profecia” de David Seltzer (também autor de “A Semente do Diabo”).

O livro deu origem ao filme de mesmo nome que foi uma superprodução da Fox com Gregory Peck e Lee Remick nos papéis principais e direção de Richard Donner, sendo que o script foi do próprio David Seltzer. Comparado aos filmes “O Exorcista” e “O bebê de Rosemary”, o filme obteve enorme sucesso de crítica e público e o livro é considerado um dos maiores bestsellers da história editorial americana.

O QUE ACHEI:
Um thriller de horror sobrenatural que virou filme de grande sucesso no cinema, nos anos 1970.
O tema revisita histórias sobre profecias apocalípticas baseadas na Bíblia, no famoso livro do Apocalipse de São João. Sobre esse mesmo tema, eu escrevi uma noveleta, chamada "A Escolhida", que consta no livro "Estranhas Histórias de Amor", publicado pelo Clube de Autores. Nessa novela, eu também abordei o tema apocalíptico, mas de uma maneira muito mais suave, sem aberrações sanguinolentas ou crimes assustadores. Trata-se mais de suspense, em que uma jovem torna-se membro de uma organização secreta e aos poucos mergulha no mundo sombrio de um homem estranho a quem todos chamam de "Mestre". E surgem, em vários momentos, sinais enviados pelo "destino" na forma de versículos bíblicos do Apocalipse, tentando avisá-la sobre o verdadeiro papel que ela desempenhará na História.


    Filme "A Profecia", de 1976




  Filme "A Profecia", remake feito em 2006



Nessa mesma linha surgiram, dos anos 80 para cá, livros e filmes como "Deixados para Trás", de Tim Lahaye e Jerry Jenkins (um thriller gospel sobre o fim dos tempos), e o filme "A Sétima Profecia", com Demi Moore (em que um andarilho misterioso surge para indicar-lhe que os sinais do fim estão diante deles e o que ela deve fazer).

Mas voltando ao livro 'A Profecia': A figura central é o garoto Damien, tido como filho do demônio e profetizado como futuro Anticristo. Ele começa a revelar seus dons malignos assim que nasce, pois "acidentes fatais" e obscuros são frequentes e ocorrem sempre com pessoas próximas a ele, inclusive com sua própria mãe.

Não cheguei a assistir nenhum dos dois filmes (que pena!), mas vou procurar assistir, logo que puder. Afinal, são clássicos do cinema de terror, não dá pra deixar de lado, não é mesmo? Todos que assistiram foram unânimes, porém, em assegurar que o filme original, de 1976, foi bem melhor que o remake.

São muitas as cenas violentas e de horror que cercam a infância do bonito e estranho Damien, que traz em si a marca da besta, Um bom livro de horror, altamente eletrizante, com muito suspense que pode fazer seu sangue gelar nas veias!


Nota 10.

Share:

2 comentários:

Arismeire Kümmer Silva disse...

Eu li a muitos anos, nem lembro direito, mas dos filmes eu lembro; vi os 3 e o meu favorito é o segundo. Sobre a segunda versão, a primeira é muito superior :-)
Bj, Aris.

Jossi Borges disse...

Oi, Aris!
Olha, eu bem queria ver os três filmes! A primeira versão, principalmente. Quem precisa de efeitos especiais, quando os filmes já tinham 'tudo' no próprio enredo e na profundidade e seriedade com que a temática era tratada? Grande clássico, esse eu ainda quero assistir (e de noite, claro, rss).
:)