Anne Stuart - NUM LAGO PROFUNDO


Num lago profundo... e misterioso.

"A VELHA fazenda à beira de um grande lago, na pequena e bucólica Colby, em Vermont, parece o local ideal para Sophie davis montar a pousada com que sempre sonhou. A solitária e anacronicamente recatada Sophie não tem nada a perder. Ela conhece a trágica história que chocou a cidade vinte anos antes: três garotas brutalmente assassinadas nas imediações do lago. Mas o culpado - um adolescente viviado em drogas - fora rapidamente preso, o tempo passara e agora ela precisa sustentar a mãe senil e a irmã adolescente. Ali ela construirá sua nova vida. O futuro, contudo, começa a dar sinais de turbulência quando um estranho aluga o chalé vizinho à fazenda. mesmo a distância, ele perturba Sophie. Ela intui que aquele homem esquivo pode intrometer-se em seu sonho e mostrar-lhe algo que ela não deseja ver: Algo desconhecido, perigoso, atraente. Talvez o sexo. Talvez a morte."


O QUE ACHEI:

Quando comecei a leitura, pressenti que ia gostar do enredo: Uma heroína pacata, recatada e gordinha; homens misteriosos. Um assassino perigoso. Romantismo latente. Uma boa história para se ler em um dia frio, ao som de uma música suave e tomando uma boa xícara de café com leite. Uma história que nos remete aos recônditos de nossas aspirações por aventura, para longe do cotidiano enfadonho, quando entramos (como leitoras) na pele da ingênua Sophie. Ela, simples, vestindo-se sempre sem muito cuidado, com excesso de peso, acaba chamando a atenção (mesmo assim) do esquivo vizinho, que a princípio, não a considera, nem de longe, atraente. Ao contrário: Ao relatar as impressões dele, a autora ressalta o desprezo que ele sente por Sophie (uma "matrona", uma "solteirona mal-amada e vestida de maneira ridícula", uma "gorducha"). Mas aos poucos, ele sente nela a mulher inteligente, perspicaz, atraente e sensual que a aparência ingênua esconde.


O enredo nos deixa ansiosas, porque conduz sempre ao antro do assassino, e ao perigo iminente que Sophie corre. E ficamos sempre nos perguntando: Quem é o bandido? Quem é o mocinho? Sophie vai morrer nas mãos do bandido? Ou será recompensda pelo amor do mocinho? Vale a pena ler. Nota 10!

Share:

0 comentários: