Charlaine Harris - Morto ate o anoitecer


 Charlaine Harris - Morto até o Anoitecer, livro 1 da saga que se transformou na famosa série de tevê, True Blood

 ESQUEÇA TUDO o você já ouviu sobre vampiros. Os mortos-vivos ganharam o direito de existir legalmente. O vampiro Bill Compton está disposto a tudo para se estabelecer em sua cidade natal.

O que ele não contava era com uma série de assassinatos inexplicáveis, a desconfiança dos moradores locais e o envolvimento com uma bela - e teimosa - garçonete telepata.

O QUE ACHEI:

Eu diria: Esqueça tudo o que já falaram sobre "True Blood", a série que seguiu de perto os lançamentos de livros de Charlaine Harris. Esqueça  tudo o que viu na série... eu pelo menos, esqueci, quando comecei a ler o livro. Tem, claro, quase todos os personagens, mas na série existem outros mais. Além disso, a série de tevê tem um toque trágico-mórbido, o que não se percebe ao se lerem os livros.
O primeiro livro é a apresentação de Sookie Stackhouse e sua vida em Bon Temps, uma cidadezinha do sul dos Estados Unidos, que é telepata e trabalha em um bar. O diferencial das histórias de vampiros da série, é que eles, aqui, não são criaturas ocultas, sobrenaturais ou folclóricas. Eles convivem normalmente (ou quase "normalmente") com seres humanos, após a invenção, pelos japoneses, do "sangue sintético" que, a princípio, seria uma maravilhosa invenção: Com isso, os vampiros deixariam de perseguir suas "presas" humanas e poderiam viver numa boa, tomando seu sanguezinho enlatado... Mas, na verdade, não é bem assim que as coisas acontecem.
Em 'MORTO ATÉ O ANOITECER', Sookie envolve-se e apaixona-se por um vampiro bonitão, Bill Compton, e descobre que aquelas criaturas - amadas por uns, odiadas e temidas por outros - até podem ser simpáticas. Alguns deles, ao menos... 

Vampire, by Death_Darky

A série vai girar em torno de Sookie e Bill, e suas aventuras fantásticas,  não só entre os vampiros, mas entre outros seres "sobrenaturais" também, que irão surgindo, livro após livro. E em cada aventura, Sookie sofre os mais diversos infortúnios, embora, a princípio, ela pareça ter muita "sorte": É bonitinha, sexy e está sempre atraindo atenções masculinas. Não é apenas Bill que é atraído por ela, mas Sam Merlotte, seu patrão e dono do Bar Merlotte's, onde ela trabalha, Eric - outro vampiro, que vai aparecer em quase todos os livros da série  e muitos outros. Porém o fato de ser bonita e cobiçada, não a livra dos muitos - muitíssimos - percalços que a ela enfrentará.
A impressão que se tem, é que a Má Sorte é sua companheira fiel, desde que ela conheceu Bill.
No primeiro livro, ela vai sofrer muitas perdas e danos, tanto físicos quanto morais. Não será Bill o culpado, mas indiretamente... talvez.
Apesar disso, ela vai se mostrar uma heroína bem moderna, corajosa e digna de se tornar um símbolo das jovens de hoje.

Quando tentei ler a primeira vez, não gostei do tom leve, mais ou menos cômico, que a autora dá às narrativas. Da segunda vez, fui até o fim, e achei que valeu a pena. É um livro bom, e garante o desejo do leitor de continuar a série.


Share:

0 comentários: