Mary McBride - Coracoes Apaixonados

 Corações Apaixonados - Clássicos Históricos 198 (Bandera's Bride) - Mary McBride


ELE ESCONDEU SUA PAIXÃO ATRÁS DO NOME DE OUTRO HOMEM.

América do Norte, século XIX

John Bandera sabia que uma jovem de uma família tradicional do Mississippi jamais poderia partilhar a vida com um fazendeiro mestiço de índio. Por isso escondeu-se atrás de um nome falso. Mas quando ela foi a sua procura, não havia como continuar a farsa. Uma paixão ardente explodiu entre ambos, e tudo que ele queria era tornar Emily Russel sua esposa.

Seis anos de correspondência, uma gravidez indesejada e a solidão levaram Emily a procurar o homem de seus sonhos. Mas em vez de encontrar o cavalheiro sulista que imaginara amar, deparou-se com John Bandera, um homem misterioso que exalava sensualidade!

O QUE ACHEI:
A sinopse mostra algum exagero. Não foi exatamente assim que aconteceu, por exemplo, Emily deparar-se com "um homem misterioso, exalando sensualidade". Na verdade, a história é muito mais realista do que se esperaria de um romace de banca.

Abordando vários tipos de conflitos existenciais e problemas sociais, o romance de Mary McBride é um retrato do velho oeste norte-americano, onde as famílias eram tão patriarcais quanto as brasileiras do século XIX. A jovem, Emily, se correspondia com um homem branco, mas quem escrevia para este era um jovem mestiço descendente de indígenas.

Com o passar do tempo, as cartas deles se tornam muito ternas, e ela imagina o seu príncipe como um cavalheiro belo, branco e educadíssimo. Então, acontece a gravidez indesejada. É possível imaginar uma moça, filha de tradicional família de classe média norte-americana daquela época, grávida solteira?
São esses os conflitos mostrados com muito realismo na história, e o que levou a moça a procurar seu noivo por correspondência o mais rápido possível... e o susto ao deparar-se com o mestiço educado - apesar de rústico - e o branco de aspecto vulgar, o que estava destinado a ser seu noivo. Que grande enrascada para a pobre Emily! É claro que ela ficou boquiaberta e não quis acreditar que aquele bebum - o noivo - fosse o mesmo das cartas.

Daí você pode imaginar o resto, mas com certeza: Não pode fazer ideia do que vai acontecer. Não é uma história com muitos lugares-comuns, embora o final seja feliz, como o de quase todos os romances.

Nota 10.






Share:

0 comentários: