Daphne du Maurier - Um amor de duas épocas

SINOPSE:

"SE FOSSE possível voltar ao século 14... você o faria? Utilizando uma droga alucinógena, Richar Young realiza essa espantosa viagem pelo tempo. E fica tão fascinado pelas pessoas e acontecimentos dramáticos do passado que começa a perder interesse pela sua vida real no presente."

O QUE ACHEI:

Essa é uma edição antiga, Editora Edibolso, 1978. Uma antiguidade. O tema em si, é interessantíssimo e fartamente explorado na literatura fantástica e no cinema. Ultimamente, um filme e um livro sobre isso estão fazendo furor: 'A MULHER DO VIAJANTE DO TEMPO' (livro de Audrey Niffenegger), e um filme, 'Te Amarei para Sempre', como ficou o título em português. 




Mas o livro de Daphne du Maurier é fraco na exploração do tema. Uma autora que me comoveu com o livro Minha Prima Raquel, denso e rico, é uma decepção nessa história de ficção e viagem no tempo. O protagonista não "vive" de fato no século 14, apenas vê as personagens, movendo-se diante dele como fantasmas... ele não pode interagir, nem intervir. Tudo o que faz, é assistir. A certa altura, o livro chega a ser cansativo e entediante. Richard parece um homem de poucos sentimentos, ao tratar com a esposa, Vita e os filhos, e toda sua obsessão está nas "viagens no tempo", mas nem a bela "Isolda", que ele conhece apenas pelas visões através da droga alucinógena, não parece exercer sobre ele um sentimento muito profundo. 

Um bom enredo, mal explorado.
Share:

0 comentários: